Saúde mental: compreendendo sua importância em nossas vidas

A Organização Mundial de Saúde, define saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não somente ausência de afecções e enfermidades”. Tal conceito considera aspectos que, por vezes, são negligenciados por alguns de nós, considerando que aproximadamente 25% da população mundial apresenta algum transtorno mental, como quadros depressivos, relacionados a ansiedade ou síndrome de burnout.

Em decorrência da expressiva prevalência desses quadros clínicos, instituições públicas e privadas, como universidades, hospitais e empresas vem investindo em programas preventivos de saúde e bem-estar mental, visando a melhoria das condições individuais e sociais afetadas por estes fatores, e tendo como consequência a melhoria da produção e diminuição de absenteísmo e afastamentos médicos.

Para alcançar esse estado de equilíbrio e bem-estar, precisamos, além de manter hábitos como uma alimentação saudável e práticas regulares de exercícios físicos, incluir cuidados relacionados aos aspectos psicológicos e emocionais, que, se negligenciados, podem influenciar de maneira significativa nossa vida, prejudicando aspectos sociais como o convívio com familiares, amigos, o trabalho, e até mesmo nossa saúde física. 

Hábitos como práticas de relaxamento e a regulação do sono, além de momentos de descontração como ouvir uma boa música ou contato com a natureza são imprescindíveis para nossa saúde mental. Nosso bem-estar mental também está relacionado a uma vida com significado e propósito e deve incluir atividades que contribuam para nosso autoconhecimento, como psicoterapia, leitura de bons livros e uma prática de meditação bem fundamentada. 

Dentre as diversas práticas meditativas existentes, podemos destacar a prática do mindfulness que vem ganhando adeptos em todo o mundo, e reconhecimento da comunidade cientifica principalmente em quadros de depressão, transtornos de ansiedade, dores crônicas e prevenção da sindrome de burnout. Mindfulness também pode ser utilizado como estratégia de copping em relação ao estresse, aumentando a resiliência e criatividade do praticante na resolução de problemas. 

Para saber mais sobre saúde mental, clique aqui para conhecer as soluções que temos para o tema! Assine nossa newsletter e inscreva-se para receber nossos informativos mensais!

André Rizzi

View posts by André Rizzi
Fisioterapeuta e psicólogo. Dedica-se ao estudo e prática de métodos integrativos mente-corpo, com especialização em controle do estresse, alterações do sono e dores crônicas. Mestrando em Psicologia Social pela USP, atua como membro pesquisador do IP-USP e possui 20 anos de experiência em prática e ensino de meditação.
Scroll to top