Abril Verde 52 anos do acidente em Virgínia, o que mudou no ambiente de trabalho?

Como essa campanha pode ajudar na educação, conscientização e medidas de SST em sua cultura organizacional?

O que você verá nesse artigo? 

  1. Como surgiu 
  2.  Desafio aos profissionais de SST?
  3. O que mudou desde o acidente?
  4.  Vidas x estatísticas

Como surgiu? 

O movimento abril verde surgiu em memória às 78 vítimas do acidente que ocorreu em uma mina, na Virgínia (EUA), no ano de 1969. Caso que na época teve muita comoção e que logo após o ocorrido, surgiram os primeiros questionamentos em relação a segurança dos trabalhadores. Apenas em 2003, 34 anos após o acidente, a Organização Internacional do Trabalho oficializou que, na data de 28 de abril seria o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, no Brasil essa data foi decretada 2 anos mais tarde e com o nome “Dia nacional em memória das vítimas de acidentes e doenças do trabalho”. E, 52 anos desde o acontecimento, essa campanha visa mudar o olhar das empresas e das pessoas em relação à segurança no ambiente de trabalho.

Desafio aos profissionais de SST 

O Dia Mundial da Saúde, celebrado no dia 07 foi instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) que define a saúde como não apenas a ausência de enfermidades ou doenças, mas uma combinação de completo bem-estar físico, mental e social. Fazendo com que a campanha desse mês fosse não apenas um memorial às vítimas, mas também gerasse reflexões sobre os diversos fatores que podem afetar a saúde e a qualidade de vida dos colaboradores. 

Entre os desafios que os profissionais prevencionistas ainda enfrentam, podemos citar alguns, como:  

  1. Promoção adequada de atendimento alinhada às normas de segurança e saúde priorizando condições mais saudáveis e seguras para que os colaboradores exerçam suas funções, e, como consequência, sejam mais produtivos. 
  2. Gerenciamento dos riscos presentes em todo o processo produtivo da empresa. Por isso é importante que nessa data os profissionais de segurança do trabalho tenham um tempo para refletirem e elaborarem métodos para melhorar cada vez mais a segurança e o bem-estar corporativo e maneiras de aumentar a prevenção de acidentes e doenças ocasionados na execução das funções.
  3. Cultura de Saúde e Segurança: conscientizar a força de trabalho e promover a cultura de saúde e segurança são aspectos de alto impacto no comportamento das pessoas, segurança e saúde devem ser um valor mas como transformar a cultura não é algo simples, trabalhar o tema com apoio incondicional da alta direção da empresa é o caminho para isso, além de ações de conscientização e de rotinas de saúde e segurança irão ajudar no fortalecimento dessa cultura.
  4. Promover a saúde, prevenir acidentes e doenças, e ser cada vez mais eficiente e produtivo pode parecer algo complexo e que necessita de muito investimento, começar por ações simples pode ser o caminho para o sucesso. O que mudou desde o acidente

Modelos de contrato, jornadas de trabalho, tecnologia e cultura organizacional são somente algumas das mudanças que ocorreram no trabalho desde então, diversas normas e legislações apoiam os prevencionistas na obrigatoriedade do cumprimento das regras de SST e contribuem para a prevenção. O aumento da percepção da Saúde e Segurança como um valor pelas empresas e pessoas tem se tornado cada vez mais frequente e, atualmente, temos novos desafios pela frente.

Vidas x estatísticas 

A Organização Internacional do Trabalho divulgou dados informando que 2,3 milhões de pessoas morrem anualmente em razão de acidentes provocados no ambiente de trabalho, e, apesar dos números lamentavelmente expressivos, grande parte desses óbitos e acidentes poderiam ser evitados caso as empresas tivessem adotados medidas preventivas para redução ou até mesmo eliminação dos riscos à saúde e segurança do trabalhador. 

“É importante frisar que treinamentos eventuais não bastam, é preciso promover boas práticas frequentes no ambiente de trabalho, como:”

  • DDS – Diálogo Diário de Segurança 
  • Seminários 
  • Mobilização social 
  • Palestras 
  • Campanhas internas de prevenção  

Entender a relevância da campanha ajudará a traçar um plano de ação eficiente para implantação ou criação de uma cultura organizacional focada em prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, e também, a ajustar ações já existentes na empresa. 

Gostaria de obter o apoio de nossos especialistas para realizar o seu plano de ação? Clique aqui!

Scroll to top